Lâmpadas incandescentes saem de circulação

 

13537773_776569649112295_2089298468875411286_n

As lâmpadas incandescentes não podem mais ser vendidas no Brasil. Fabricantes, atacadistas e varejistas serão fiscalizados pelo Inmetro e quem não atender à legislação poderá ser multado.

A troca das lâmpadas incandescentes vem acontecendo gradativamente desde 2012, quando foi proibida a venda de lâmpadas com mais de 150W. Em 30 junho deste ano, o processo foi finalizado com a proibição das lâmpadas de potência inferior a 40W.

As alternativas para os consumidores são as lâmpadas fluorescentes ou as de LED que, apesar de mais caras, consomem menos energia e duram mais.Uma lâmpadas fluorescente compacta economiza 75%, se comparada a uma lâmpadas incandescente de luminosidade equivalente. Se a opção for por uma lâmpadas de LED, essa economia sobe para 85%.

© JF Consultores. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Maturi Comunicação